Reflexão sobre Brumadinho

"Este caso de Brumadinho mais uma vez convida à reflexão:

Como dizia um amigo, vivemos hoje uma "ditadura dos suprimentos" nestas grandes empresas. Compra-se serviço especializado de engenharia e construção igual se compra material de papelaria. O negócio é preço e atingir meta de bônus no fim do ano.

Essa política, que quem já teve a oportunidade de participar de um "leilão" para serviços de engenharia na Vale ou outras grandes, sabe do que estou falando, está levando ao sucateamento de nossa engenharia. Projetos, obras, gerenciamento, instrumentação e fiscalização feitos por pessoas inexperientes, quando não são ainda estagiários, para poder chegar no preço e ainda empatar no zero a zero no resultado. Afinal, uma equipe especializada e experiente custa mais caro e o cliente não quer pagar. Engenheiro "sênior" hoje nas empresas é pessoa com 5 anos de formado, cheia de títulos acadêmicos, MBSs, PMPs, etc., mas que nunca viu uma obra na vida....

Profissionais experientes de verdade estão sendo "aposentados" pelo mercado antes da hora pela "ditadura dos suprimentos" e a busca inconsequente pelo lucro a qualquer risco.

Que sirva de lição ao mercado: engenharia de grandes obras é experiência em primeiro lugar. Não existe curso acadêmico, equipamento ou software que substitua isso."

Por Gustavo Loiola Ferreira, profissional sênior de negócios e projetos em construção, engenharia, consultoria, PPPs e Concessões.

São Paulo - SP, Janeiro de 2019

Publicação do LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/gustavo-loiola-ferreira-b9484851

Imagem: https://www.google.com/url?sa=i&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwiuoq3bo6zgAhVaHrkGHcfzCksQjRx6BAgBEAU&url=https%3A%2F%2Fpt.wikipedia.org%2Fwiki%2FRompimento_de_barragem_em_Brumadinho&psig=AOvVaw2ejZadIZGhoCKpSMo-to2H&ust=1549718783108852

No Comments Yet.

Leave a comment